Era uma vez um quartel
Cidadãos pelo direito à informação e à transparência

Consulta Pública ao projecto do ex-quartel de Linda-a-Velha é um imperativo

A Câmara Municipal de Oeiras abdicou do seu direito de preferência na compra dos terrenos do ex-quartel do Carrascal, que foram vendidos ao Grupo Sonae.

Foi uma decisão sumária tomada sem ouvir a Junta de Freguesia, a população da Linda-a-Velha e os moradores da zona sobre o destino a dar a um espaço que, com uma localização tão privilegiada e características tão singulares, possui um enorme potencial urbano ao serviço da comunidade.

Embora não abundem as informações oficiais sobre o assunto, é sabido que o projecto da Sonae prevê a construção de uma zona comercial da marca Continente, estacionamento, pequeno comércio e habitação - não é ainda claro qual a altura dos prédios a serem construídos.

Não se sabe qual a altura dos prédios que vão ser construídos e vai nascer uma nova rotunda

A sua implementação pressupõe a construção de mais uma rotunda na Avenida 25 de Abril e a partir dela, um novo arruamento com ligação à Rua Eng. José Frederico Ulrich. Estas alterações à rede de tráfego circundante terão consequências imprevisíveis na já dificílima circulação automóvel da zona.

Recentemente, a demolição dos imóveis do quartel levantou uma nuvem de pó, de protestos e de interrogações por parte dos moradores e vizinhos, preocupados com o ruído, a poluição e o impacto do que ali começa a ser construído. A presença de amianto nos edifícios demolidos suscitou questões sobre o correcto manuseamento desta perigosa substância.

Questionado sobre estas matérias em 10 de Outubro transacto numa Assembleia Municipal Extraordinária, o presidente da Câmara de Oeiras, Dr. Paulo Vistas, garantiu que o projecto para o ex-quartel ainda não foi aprovado e que irá abrir um processo de consulta pública quando o for (não disse quando). Mas não facultou mais nenhuma informação complementar, deixando todas as dúvidas e interrogações por responder.

Presidente da Câmara ainda não disse quando vai aprovar o projecto. Mas prometeu que haveria consulta pública

Linda-a-Velha merece mais. Merece saber como vai poder usufruir do seu território. Merece ter respostas às suas preocupações. Merece ter interlocutores disponíveis para dar informações e ouvir sugestões. Merece transparência.

Não queremos prédios altos a nascer nos terrenos do ex-quartel. Não queremos filas de carros para entrar, sair e circular em Linda-a-Velha. Queremos estacionamento público. E sobretudo, queremos que não haja mais oportunidades perdidas como esta.

Com um novo supermercado na 25 de Abril, vamos poder fazer compras num Lidl, num Pingo Doce e num Continente em menos de 500 metros de passeio. Vamos ter enormes possibilidades de escolha para os nossos consumos, mas nenhum parque urbano para os idosos passearem, nenhum parque infantil ou jardim público para as crianças brincarem, nenhuma ciclovia, Biblioteca Municipal ou outro equipamento vocacionado para usufruto da comunidade em geral.

Haverá 3 supermercados seguidos. Mas não temos um jardim público ou uma biblioteca

O melhor de Linda-a-Velha está fora dela. Está na Marginal, na Mata do Estádio Nacional, nas praias da linha. Se não queremos que, no futuro, se torne uma vila de passagem, é preciso trazer para Linda-a-Velha mais do que apenas prédios e lojas.

Linda-a-Velha merece mais.

Junte-se a nós. Vamos fazer com que a Consulta Pública do projecto para o ex-quartel seja uma realidade. E vamos dar voz a Linda-a-Velha.